A igreja de Saint-Polycarpe

Origem

São Policarpo (~68 d.C.), foi discípulo de São João evangelista, quem fê-lo bispo de Esmirna. No período das perseguições de Marco Aurélio, ele resistiu ao pro-cônsul e foi morto no ano de 155 em Esmirna.

Santo Irineu diz ter recebido dele a tradição de São João.

Santo Irineu substituiu São Potin, 1º bispo de Lyon, após o martírio e a morte deste em 177.

PolycarpeEm 1616, a Ordem dos Oratorianos se instala no centro de Lyon e depois, em 1642, nas encostas da Croix-Rousse. A construção da igreja de Saint-Polycarpe começou em 1665 e se concluiu em 1670, a fachada em 1756. Em 1791, ela se tornou a igreja paroquial e tomou o nome de Polycarpe em homenagem aos mestres Potin e Irineu.

No século XIX, ela recebeu um vasto sítio decorativo com participação de grandes artistas lioneses: Bossan, Fabisch, Janmot… Os grandes órgãos instalados em 1842 são bem reputados.

Em 1815, a família de Antônio Jaricot se estabelece na rua du Puits Gaillot, próximo a Saint-Polycarpe, abaixo da Croix-Rousse. É o bairro das indústrias de seda, onde se encontram os operários, chamados “tecelões”, que vivem em condições modestas, e os ricos comerciantes.

É também a época em que se cria um movimento de oração e de ações em favor das missões.

Paulina Jaricot, a pedido de seu irmão Philéas, logo se dirigiu aos conhecidos próximos e pobres amigas operárias com quem ela começara uma vida de oração.

Ela lança uma coleta, feita de mão em mão, com uma intenção de oração pelas missões, o “dinheiro de Paulina” ou “dinheiro semanal”; esta coleta seria enviada às Missões Estrangeiras de Paris.

Abade Gourdiat, pároco da paróquia Saint-Polycarpe, tomaria a direção no começa da obra e se tornaria tesoureiro.

Saint-Polycarpe se torna o berço da obra de Propagação da Fé

Hoje

Na igreja de Saint-Polycarpe está conservado o coração de Paulina Jaricot, transportado com respeito por Monsenhor Foulon em 1889, dentro da capela dedicada a São Francisco Xavier.

plaque2Uma placa de mármore branco colocada no muro indica o local do coração de Paulina e contém gravadas as primeiras linhas do breve apostólico de Leão XIII de 13 de junho de 1881.

Saint-Polycarpe é uma das paróquias de Lyon frequentadas por pessoas de diversas nacionalidades e religiões.

A paróquia diocesana fica aberta para:

  • Ofícios religiosos: celebrações eucarísticas, sacramentos do batismo, do casamento
  • O despertar para a Fé e a catequese das crianças; capelania escolar,
  • Grupos de reflexão ou de oração propostos a todos bem como um espaço cultural

O famoso órgão é tocado em concertos.

Visitas são realizas sob demanda.

Paroisse Saint Polycarpe des pentes de la Croix-Rousse

Diocèse de Lyon
25 rue René Leynaud
69001 Lyon